Programa Mineração

Programa MINERAÇÃO passa a integrar o comitê do e-Social da CNI

26/09/2016

O MINERAÇÃO, Programa de Segurança e Saúde Ocupacional do Instituto Brasileiro de Mineração – IBRAM, passou a integrar, em julho deste ano, as reuniões do Conselho Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, para tratar do novo Sistema de Escrituração Digital (e-Social). Estes encontros têm o objetivo de debater os principais assuntos ligados à temática a fim de auxiliar a CNI para as reuniões com Comitê Gestor  do e-Social do Governo Federal.

Segundo a Coordenadora do Programa, Claudia Pellegrinelli, a ideia em participar deste grupo surgiu durante os seminários feitos pelo Programa MINERAÇÃO, com seus associados, para analisar e esclarecer dúvidas sobre a inclusão de dados de Saúde e Segurança do Trabalho (SST) no novo Sistema. “No primeiro encontro tivemos a oportunidade de debater temas específicos como as incongruências que vem ocorrendo na entrada de dados das folhas de pagamentos como ajustes na área de Tecnologia da Informação e Saúde e Segurança do Trabalhados, entre outros”.

Para Claudia, estes encontros possibilitam ao Programa MINERAÇÃO opinar sobre as alterações dos eventos do e-Social, além de levar sugestões das empresas de mineração para o grupo que trata destas alterações. “Das conclusões retiradas deste primeiro encontro a mais importante foi à solicitação do adiamento da data de início da inserção das informações pelas empresas no e-Social, considerando as diversas pendências ainda existentes no sistema”, analisa.

e-Social

O eSocial é um projeto do Governo Federal que visa unificar o envio de informações pelo empregador em relação aos trabalhadores que lhe prestam serviços remunerados. Ele funciona como um banco de dados que será abastecido pelos contribuintes com informações da folha de pagamento, obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais. O governo acessará por meio do banco as informações pertinentes às suas atribuições.

Todos aqueles que contratam mão de obra remunerada serão obrigados a se adequarem ao eSocial, sejam pessoa jurídica, entes públicos ou pessoa física.