Programa Mineração

Seminário avalia desempenho das empresas frente à Saúde dos trabalhadores

16/08/2011

A valorização da Saúde no ambiente de trabalho balizou o tema do seminário “Promoção da Saúde – Estratégia de Gestão”, promovido pelo Programa MINERAÇÃO em 18 de agosto de 2011. O encontro foi ministrado pelos médicos do Trabalho René Mendes, Ângela Yano, Guilherme Salgado e pela especialista em Exercício e Qualidade de Vida, Ana Lúcia Aquilas Rodrigues.

O seminário teve como objetivo sensibilizar os participantes quanto à necessidade de criação e fortalecimento de ações em prol da Saúde no local de trabalho, considerando o envelhecimento da população produtiva e o quadro das doenças atuais. O evento contou com a participação de 15 profissionais da área, oriundos de empresas associadas ao Programa MINERAÇÃO, que demonstraram interesse e preocupação com o tema.

René Mendes foi o responsável pela abertura do seminário. Em sua apresentação, o professor falou a respeito da importância da Promoção da Saúde sob a perspectiva histórica e citou as contribuições do médico italiano Bernardino Ramazzini (1633-1714), autor do livro Morbis Artificum Diatriba (As Doenças dos Trabalhadores), para a Medicina do Trabalho.

Segundo o palestrante, entre os grandes desafios das empresas está a criação de ambientes psicossociais favoráveis à Saúde, como a eliminação ou modificação de modelos e sistemas organizacionais “estressogênicos” e favorecedores de assédio moral, modificações dos sistemas ou modelos de gestão de pessoas, estímulo à autonomia, controle e demanda de decisão e revisão de carreiras e sistemas de remuneração. “As escolhas e opções são muitas, mas ao estar criticamente informado há uma inquietude e uma vontade para mudar ou pelo menos se posicionar de maneira diferente” frisou.

Por que falar em promoção da saúde do trabalhador nas empresas?

Na opinião do médico Guilherme Salgado, responsável pela segunda apresentação do dia, “mais importante do que perguntar quanto custa promover a saúde, é perguntar: quanto custa não promover a Saúde?”.

Esta iniciativa, que envolve questões como ética empresarial, competitividade e obrigações legais, é responsável por diversos benefícios e vantagens para a empresa, como melhoria de sua imagem institucional, redução do absenteísmo, aumento da motivação dos funcionários, melhoria na atitude dos mesmos, crescimento da produtividade e redução dos custos em Saúde com assistência, farmácia e seguro social, entre outros.

Compromisso com a Saúde

A última apresentação do seminário, coordenada por Ana Lúcia e Ângela, teve como ponto de partida uma auto-avaliação sobre a saúde dos presentes. Posteriormente, as palestrantes levaram a questão da saúde para o âmbito empresarial, a partir do tema “Como a saúde é praticada dentro das empresas?”.

Gilson Bastos Junior, da empresa Vale, salientou que é preciso haver compromisso para que se alcance uma melhoria real na saúde dos funcionários: “Pequenas mudanças podem trazer grandes transformações. É necessário que haja um processo de sensibilização do líder para que ele perceba que o custo vai ser revertido em efetividade”, comentou o profissional.

Na segunda etapa da apresentação, os participantes foram convidados a compartilhar programas de Promoção da Saúde de suas empresas. O intercâmbio proporcionou um rico debate a cerca dos sucessos e desafios enfrentados por cada empresa na realização destas iniciativas.

Ana e Ângela finalizaram o evento concluindo que “em determinados momentos, é melhor ter poucas ações, mas destrinchá-las, alinhá-las a outros programas. Quando a pessoa consegue perceber que o benefício existe, ela se motiva a participar e envolver. Devem se fortalecer as redes acima e abaixo dos trabalhadores e, caso ela ainda não exista, é fundamental que se crie”, afirmaram.

Seminário "Promoção da Saúde - Estratégia de Gestão"

Intercâmbio de Programa de Saúde desenvolvidos pelas empresas

Cláudia Pellegrinelli, Angela Yano, Guilherme Salgado, Ana Lúcia Rodrigues, René Mendes


Tags: ,